26 de set de 2009

Mulher fez sexo com 1500 homens e afirma: ‘não sou prostituta, sou terapeuta’

Seu nome é Mare Simone, ela tem 54 anos e já foi para a cama com mais de 1500 homens. Mas calma, nada de opiniões precipitadas. A moça trata de deixar claro que não é prostituta.

Isso mesmo, a terapeuta sexual deu “aula de amor” a mais de 10 mil clientes ao logo de 23 anos e, como extensão das atividades profissionais, ela estima que tenha feito sexo com penetração com mais de 1500 deles.

“Eu ganho a vida dormindo com os maridos de outras mulheres. Mas não sou, de maneira nenhuma, prostituta. O sexo é legal, desde que seja feito em um ambiente terapêutico. As pessoas estão pagando para aconselhamento e para curar seus problemas – e não por sexo”, explicou a terapeuta ao jornalThe Sun.

Engana-se quem pensa que a sexualidade dela é algo que vem de berço. Aos 19 anos, ela foi estuprada por um amigo, depois de aceitar uma carona depois de uma festa.

O medo de denunciar o ataque fez ela perder a confiança nos homens. Quando casou com seu primeiro marido, não conseguia suportar ser tocada intimamente. Foi então que um amigo recomendou que começasse a ler e se informar sobre o sexo tântrico e sua vida sexual mudou.

Mare cobra cerca de R$ 300 por sessão e tem uma agenda bastante intensa. Diariamente, ela realiza aproximadamente cinco sessões. Dependendo da gravidade do problema, uma única sessão é suficiente, mas, segundo a própria Mare, em outros casos, os clientes retornam até 12 vezes.

“Algumas mulheres tornam-se mães de aluguel, porque querem ajudar mulheres que não podem ter filhos. Da mesma forma, sinto-me atraída por ajudar a melhorar a vida sexual dos outros”, declarou ela.

Se você estiver passando por Chelsea (Inglaterra), e tiver vontade de participar de uma das sessões da terapeuta, ela garante que não vai se arrepender.

“Meu trabalho é gratificante e agradável. Ver meus clientes saírem com um novo clima de confiança sexual é uma coisa maravilhosa”, finalizou.


PEGUEI DESSE SITE AKI

Nenhum comentário:

Postar um comentário