26 de set de 2009

Papo de vendedor

Um sujeito acaba de conseguir um cargo de vendedor em uma loja que vendia de
tudo.
Terminado o primeiro dia, o gerente de RH pergunta:
— Como foi seu primeiro dia? Quantas vendas você fez?
— Poxa, fiz apenas uma venda — responde o vendedor.
— Uma só? — espanta-se o gerente. — Mas todos os outros vendedores fazem de 20 a 30 vendas por dia... E de quanto foi esta venda?
— De cento e
quarenta mil reais... — responde o vendedor.
O gerente arregala os
olhos. Uma venda daquele valor era realmente inusitada.
— Como é que você conseguiu isto? — pergunta, o gerente, intrigado.
— Bem, — responde o vendedor — vendi a este cliente um anzol
pequeno, um médio e um grande. Vendi os três tipos de linhas para cada tipo de anzol e também todos os apetrechos para pesca.
Para o espanto do gerente, o vendedor continua:
— Ao perguntar-lhe onde ele iria pescar e obtendo a resposta de que ele pretendia ir ao litoral, informei o cliente de que seria necessário um barco. Ele
então comprou o de 22 pés, cabinado, com dois motores. Como o carro dele não seria capaz de rebocá-lo, vendi-lhe uma picape...
O gerente o interrompe:
Meu, Deus! E toda essa venda você fez para um sujeito que entrou aqui e simplesmente pediu um anzol?
— Bem, — responde o vendedor — na realidade, o sujeito veio me perguntar onde havia uma farmácia. Perguntei o que ele iria comprar lá, e soube que seria um absorvente para sua esposa. Aproveitei e comentei: "Já que seu fim-de-semana foi pro
saco mesmo, que tal uma pescaria?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário