17 de fev de 2010

E o CARNAVAL da política ganha um Rei Momo


Rei Momo pretende ser governador do DF

As chaves do carnaval do Distrito Federal foram entregues para Antônio Jorge Sales, 38 anos, Rei Momo pela quarta vez consecutiva. Ele pesa 178 quilos, vai se candidatar a deputado distrital e almeja ser governador.

Em tom de brincadeira, ele diz ter pensado que assumiria o governo do Estado quando José Roberto Arruda foi preso. "Eu que estou com a chave, né?", acrescenta.

Brincadeiras à parte, o Rei Momo se filiou ao Psol e seu primeiro passo em direção ao Palácio do Buriti será a Câmara Distrital.

Na sexta-feira passada não tinha quem lhe entregasse a chave da cidade. Segundo manda a tradição, seria o governador. Mas Arruda já estava preso e o vice Paulo Octávio não compareceu. Então, a chave do reinado foi entregue pelo secretário de Cultura, Silvestre Gorgulho.

"A crise repercute porque o samba não é feito por robôs", diz o Rei Momo ao comentar a "atmosfera" do carnaval brasiliense.

O governador licenciado foi preso na última quinta-feira, 11, suspeito de atrapalhar as investigações do mensalão do DEM - suposto esquema de pagamento de propinas a parlamentares do DF.

Ao final da entrevista, o Rei Momo diz ter votado em Arruda e cantarola uma música ao governador: Chora, não vou ligar/Chegou a hora/Vai me pagar/Pode chorar pode chorar (mais chora!).

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário